A menina que sorria.




Certo dia lá estava ela, feliz. Por momentos seguiu sorrindo, tudo era perfeito quando ela enxergava a vida assim. E quando algo novo parecia querer colocar tudo que construira abaixo, ela simplesmente sorria. E resolveu nunca mais usar roupas de cores escuras, e nem vestir lágrimas no rosto, ela já achava demodê.

Ela não abrira mais os livros, só assistia comédias e romances com happy ends. Não assistia mais telejoranais, tampouco lia notícias, pois percebera que o mundo não iria mudar se ela fizesse, (ou não), isso.

Por amor a si mesma não se envolvia em nada que pudesse tirar sua alegria. É como se ela tivesse trocado o plano de fundo da sua vida.

Ela assistia novelas, olhava o céu bonito a noite e rezava pra dormir como sua mãe ensinara.
Acordava pela manhã, abria a janela fazendo toda a luz entrar contemplava o cato dos pássaros e saia para passear com seu cão.

Pela tarde ouvia algumas radios e cantarolava sucessos pop dançando, como quando o fazia na infância.

E vivia assim, a par de si mesma e apenas do que lhe fazia feliz ou lhe acrescentava coisas boas, que a fizessem sempre e simplesmente, sorrir.

1 comentários:

Rafaela Sehnem disse...
14 de junho de 2011 12:42

Oi Maria Clara, tudo bom? (:
Que bom que te interessaste por escrever sobre make! Meu e-mail é rafa-sehnem@hotmail.com.
Conversamos por lá, que tudo fica mais claro! Me mande um e-mail falando um pouco mais sobre você!

Back to Home Back to Top Trocando em miúdos. Theme ligneous by pure-essence.net. Bloggerized by Chica Blogger.