Não me pega não!


Esse é um post a parte, pra uma indignação no âmbito da mídia brasileira que eu já acreditava não me envergonhar ou decepcionar mais, mas assim foi.
Estava eu lendo as “news” do Facebook e me deparo com a capa da revista Época trazendo uma manchete no mínimo...estranha (?): “Ele ainda vai te pegar” com a foto do cantor Michel Teló ao fundo.
Ok para liberdade de expressão, ok: da Época nunca esperei capa ou conteúdo inteligente/interessante, fato: massificação contínua.
O erro aí está no texto que segue o titulo: “Com o sucesso ‘Ai, se eu te pego’ o cantor paranaense Michel Teló traduz os valores da cultura popular para os brasileiros de todas as classes.” Ao ler essa parte me veio como Chico Buarque, Caetano Veloso, Adoniran Barbosa e outros tantos, e realmente me veio um sentimento horrivel de perda.
Explico: apesar da revista em questão não fazer diferença pra mim, ela é um meio de comunicação ao qual a grande parte tem acesso e mais, formadora de opinião, e de fazer uma capa com um cantor a dizer que esse traduz valores de uma cultura tão rica quanto a nossa em canções com letras e melodias pré fabricadas e pobres como essas, aí atingiu, e feio, não só a mim, mas ao Brasil e aos brasileiros que fazem realmente parte do nosso valor cultural.
Entendo que tem por aí uma geração acéfala, gente que gosta desse tipo de musica, enfim, gosto é gosto, podem dizer que tem espaço pra tudo dentro da nossa cultura, já que é tão ampla, mas daí pra traduzir algo são outros quinhentos.
Além do mais, colocou todo mundo no mesmo “comboio”, e alto lá, quem é voce pra me classificar, etiquetar e rotular?
também estive lendo uma opinião interessante do blog “Literatortura” que expressa sua indignação com tal fato, a sua maneira, e apesar de não concordar com tudo que esta aí acho válido e de extrema importância essa reação, expor com argumentos o seu ponto de vista por meio da internet.
Eu, particularmente, como jornalista só lamento muito, o que já era ruim conseguiu piorar e me afastar de vez de seus exemplares. Me cheira a matéria encomendada, comprada e não vou fazer discurssinho de “não se venda”, idealismos ou utopias, mas podia ter dado menos na cara, ou então algo mais sensato dentro desse non sense se possível.
Ainda por esses dias também li que agora tem versão em inglês a tal canção, e bom, eua choq ue já sei onde isso vai dar.


ai, se eu te pego, Michel Teló!

ops...

2 comentários:

Morena Dos Olhos D'Água disse...
9 de janeiro de 2012 18:29

Belíssimo texto o teu, não por ser minha filha, mas por ter esta consciência sobre cultura, o que escreveu realmente deixa-me extremamente feliz e livre de culpas para dizer.: "Ensinei alguma coisa para minhas filhas, algo de bom ficou"...

Pensante Andarilho disse...
9 de janeiro de 2012 19:23

Exatamente o que pensei quando vi a tal capa. Se ele representa os valores da cultura popular... pode vir o próximo dilúvio.

Back to Home Back to Top Trocando em miúdos. Theme ligneous by pure-essence.net. Bloggerized by Chica Blogger.